DICAS E CURIOSIDADES

6 dicas para acertar na escolha da madrinha do bebê

Seu bebê vai nascer e, além da escolha do nome, outra decisão relevante que você precisa tomar é: quem convidar para ser o padrinho e a madrinha do bebê? Os rituais podem variar conforme a religião, mas o papel dos padrinhos é fundamentalmente o mesmo: iniciar a criança na fé. É por isso que, depois da criança, eles são as pessoas mais importantes na cerimônia de batismo. Mas afinal de contas, qual é a função da madrinha e como fazer essa escolha? Continue acompanhando o nosso post e descubra!

Qual é a função dos padrinhos?

Na tradição do Cristianismo, a função dos padrinhos é muito maior do que segurar o bebê para que o padre derrame água sobre a sua cabeça. Para a igreja, os padrinhos serão os “pais na fé”, seguida pela família, e dividirão com ela a responsabilidade de orientar e acompanhar a educação dos pequenos.

Na Igreja Católica, por exemplo, o casal de padrinhos precisa ter mais de 16 anos e receber orientações para entender melhor a cerimônia, o que ela representa e quais serão as suas responsabilidades com o afilhado. Muitos padres já não exigem mais que os padrinhos professem a mesma fé de seus compadres, mas, se esse for o caso, é importante que os pais informem a quem vai realizar a cerimônia, para evitar surpresas no dia do batizado. No caso da Igreja Anglicana, não há limites para o número de padrinhos, porém ela exige que estes também sejam batizados, conhecedores de seus deveres e responsabilidades e expressem a vontade de cumpri-los fielmente.

No Judaísmo, por sua vez, não existe o batismo, mas um ritual que marca a entrada oficial da criança na comunidade. Com procedimentos que se diferenciam entre os meninos e as meninas, os escolhidos — padrinho ou madrinha — não precisam ser judeus nem serão responsáveis pela criança na ausência dos pais. O convite é mais uma forma de homenagear essa pessoa.

Como fazer a melhor escolha?

Seja qual for a sua religião, é imprescindível que haja uma conversa entre o casal sobre a cerimônia do batismo — e as exigências particulares de cada igreja. Nos casos em que os pais seguem religiões diferentes, é essencial que estejam de acordo sobre qual escolher, para que a criança possa praticar a sua fé integralmente.

Por outro lado, muitos pais desejam que pessoas queridas ocupem um lugar especial na vida dos seus filhos, seja por admiração, afeição ou gratidão, independentemente de laços religiosos ou sanguíneos. É fundamental resistir às pressões sociais e escolher alguém que, além da proximidade com o casal, demonstre que terá o mesmo vínculo com o seu filho.

Muito comum entre os casais é a divisão dessa tarefa, em que o pai decide quem será o padrinho e a mãe, a madrinha do bebê. A escolha final, porém, deve ser de comum acordo, uma vez que se espera que os padrinhos convivam de perto com a criança — e com seus pais. Não tem importância se os candidatos não formarem um casal, mas será imprescindível que desenvolvam uma boa relação em prol do afilhado.

Então, agora que você já fez a sua lista de potenciais candidatas para madrinha do bebê, confira estas dicas que preparamos para ajudá-la a acertar na escolha.

1. Não convide por impulso!

Passada a euforia da descoberta da gravidez e do sexo do bebê, você ainda terá alguns meses para pensar sobre os valores que acha importantes passar para o seu filho. Respeitar o próximo, ser educado e responsável, saber dividir e saber pedir desculpas, ser generoso sem esperar nada em troca… faça uma autorreflexão e escolha como madrinha a pessoa que tem mais afinidades com a sua visão de mundo.

2. Lembre-se de que ela será uma “segunda mãe” para o seu filho

Amigas de infância costumam ser fortes candidatas a madrinhas, assim como aquela amiga da escola ou da faculdade com quem você dividiu seus bons (e maus) momentos… Se os anos passaram, a amizade só ficou mais forte — e sua candidata é alguém que você admira e tem sua total confiança —, dê a ela esse presente! Ela se sentirá honrada por ter sido a escolhida.

3. Observe como a(s) candidata(s) se relaciona(m) com o seu bebê

Assim como o vínculo da mãe com seu filho, a conexão entre madrinha e afilhado deve ser especial, para que se crie entre eles um laço de confiança e afeto. Amor incondicional, disponibilidade e prazer em estar com a criança são qualidades essenciais que você deve buscar na futura “dinda”. E lembre-se: você procura uma madrinha presente, não uma madrinha que só dê presentes.

4. Pense nas “responsabilidades do cargo”

Madrinha não é avó, e muito menos madrasta. Brincadeiras à parte, é sempre bom lembrar que, junto da alegria de ganhar um afilhado, você também estará delegando responsabilidades para a ‘vice-mãe’ — e que será ela, juntamente com o padrinho, quem deverá cuidar da criança na ausência dos pais. Por isso, é importante que você tenha uma conversa franca sobre as suas expectativas — e também sobre as dela!

5. Mas… esteja preparada para ouvir um “não”

Apesar de ser difícil acontecer, vai muito melhor receber uma recusa enquanto você ainda tem alternativas do que escolher alguém que poderá decepcioná-la — e ao afilhado — no futuro. Entenda os motivos — pode ser que ela não se sinta madura para assumir a responsabilidade — e agradeça à pessoa pela sinceridade. Afinal de contas, você não vai querer uma madrinha “de mentirinha” para o seu filho, certo?

6. Faça o convite de uma forma especial!

Agora que você já sabe quais passos seguir para acertar na escolha da madrinha do bebê, convide a “eleita” de uma forma bem especial! Pode ser por meio de um cartão personalizado, uma foto da ultrassonografia do bebê, uma caixa de bombons artesanais ou mesmo um belo buquê de flores. Não há limite para a sua criatividade.

Convite feito — e aceito! — vocês já podem começar a planejar a cerimônia do batismo e a recepção dos convidados. E não esqueça o chá de bebê também!

E se você tem alguma dica sobre este assunto, não deixe de compartilhar aqui nos comentários!

0 comentário em “6 dicas para acertar na escolha da madrinha do bebê

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: