DICAS E CURIOSIDADES DICAS PARA EMPRESAS

Marketing sensorial: o que é e como aplicar na sua empresa

Você já ouviu falar em marketing sensorial? Essa é uma prática no mercado que pode ser uma forma de estimular os seus clientes a consumir os seus produtos, além de ajudar na construção da sua marca, tudo isso por meio dos 5 sentidos do corpo humano. Ficou curioso? Então continue e leitura porque hoje vamos te explicar um pouco mais sobre o marketing sensorial: o que é e como aplicar na sua empresa!

O conceito do marketing sensorial

O marketing sensorial nada mais é do que mais um entre inúmeros métodos usados no marketing para atrair a atenção do seu cliente, nesse caso, por meio dos cinco sentidos: tato, visão, audição, paladar e olfato.

A princípio, esse conceito pode confundir um pouco: apenas marcas de produtos alimentícios trabalham com o paladar e marcas de perfume com o olfato? Não! O marketing sensorial trabalha com uma construção que vai muito além disso. A ideia é criar uma verdadeira atmosfera que usa certo nível de subjetividade, independente do segmento da sua empresa. Na prática, isso significa que todos os sentidos são usados a seu favor na hora de criar a experiência do cliente. Na estratégia de marketing, os sentidos servem de instrumento para despertar no cliente a necessidade de comprar por conta desses estímulos.

Leia também: 5 dicas infalíveis para você ter um bom ambiente de trabalho na sua empresa

Construindo a personalidade sensorial da sua marca

Se pergunte: qual o sabor que faz com que seus clientes se lembrem da sua marca? Qual cheiro ela tem? Se uma textura remetesse a ela, qual seria? É a partir dessas respostas que a personalidade sensorial da sua marca será construída.

Nessa etapa, o marketing sensorial anda lado a lado com o neuromarketing – esse é o campo que estuda o comportamento do consumidor através do seu comportamento neurológico. Quais estímulos devem ser explorados para que ele tome uma decisão por impulso, por exemplo?

Tenha sempre em mente: mais do que vender um produto, a nossa finalidade aqui é vender uma experiência! Por isso, aposte em materiais e ações de divulgação que despertem os cinco sentidos do cliente da forma mais positiva possível. Assim, sempre que ele ver determinada imagem ou sentir determinado cheiro, logo sua marca virá a mente – e assim, vamos saber que o seu marketing sensorial está dando certo. Um verdadeiro elo emocional é criado entre marca e consumidor. Veja a seguir alguns exemplos para colocar e prática:

Olfato

Com certeza você já ouviu falar em memória olfativa, certo? Isso mostra que cheiros nos remetem lembranças e essa é uma ótima chance de induzir o cliente à compra. Qual a mensagem que a sua marca quer passar? Explore isso nos ambientes e nos produtos! Um spa, por exemplo, pode ter uma recepção aromatizada de forma suave e relaxante.

Audição

Essa é outra boa forma de fazer associações! Quantas vezes você ouviu alguma música ou determinado som e se lembrou de algum momento? Imagine se os clientes passarem a fazer esse tipo de associação com a sua marca? Essa possibilidade vai muito além dos jingles: aposte em playlists e músicas ambientes que tenham a ver com o seu público.

Visão

Esse é o momento certo de explorar a identidade visual da sua marca e chamar a atenção do cliente. Crie uma unidade na comunicação visual e trabalhe cada gota de criatividade em cima disso. Nós garantimos que sempre que o seu cliente ver tais cores, por exemplo, automaticamente lembrará da sua marca!

Paladar

Oferecer cafés, doces e lanchinhos ou enviar pequenas amostrar gostosas para os clientes já é uma prática comum e que prova que, ainda que não saibamos nomear, o marketing sensorial já é bastante aplicado. Essa é uma ótima saída para fazer com que os clientes se sintam ainda mais a vontade e confortáveis com sua marca ou empresa!

Tato

Ainda que pareça um sentido mais difícil de ser explorado, o tato nos traz inúmeras possibilidades dentro do marketing sensorial. Aqui não estamos falando apenas de texturas, mas de ergonomia e conforto. Uma sala de espera, por exemplo, deve ser a mais confortável e aconchegante possível, para que o cliente possa usufruir de uma boa experiência enquanto aguarda.

Exemplo de sucesso do marketing sensorial no mercado

E por fim, para te inspirar e mostrar que essa técnica realmente dá certo, trouxemos o case de sucesso do Dunkin’ Donuts. A empresa americana, conhecida pelos seus cafés e rosquinhas, realizou uma ação na cidade de Seoul, capital da Coreia do Sul, que consistia na instalação de uma máquina que liberava o aroma dos seus cafés nos ônibus da cidade. Toda vez que o anúncio da marca tocava na rádio de dentro do ônibus, o aroma era liberado. Essa foi uma forma inteligente de usufruir dos benefícios do marketing sensorial, e o resultado foi dos melhores: as vendas de café da marca aumentaram quase 30%!   

Agora que você já conhece um pouco mais sobre marketing sensorial, é hora de estudar qual a melhor forma de aplicá-lo na sua empresa! E se você também quer conhecer e investir em outros tipos de marketing, não deixe de conferir: 5 dicas indispensáveis sobre tipos e estratégias de marketing para sua empresa!

0 comentário em “Marketing sensorial: o que é e como aplicar na sua empresa

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: